Sábado, 19 de Fevereiro de 2011

REUNIÃO DE 16 FEVEREIRO

 

Por muito que nos esforcemos para lhes entender as razões, os mecanismos da política permanecem impenetráveis e muitas vezes inexplicáveis.

Para além do grave desrespeito pelas normas democráticas que é a questão da «disciplina de voto» (compreensível quando estão em causa assuntos de transcendente importância como é, por exemplo, a votação sobre uma moção de censura ao Governo, mas incompreensível quando se trata de votar assuntos de natureza corrente, para os quais, numa democracia indirecta, os eleitores mandataram os eleitos) subsistem atitudes apadrinhadas por estruturas intermédias, muitas vezes ditadas por obscuras razões de interesses mesquinhos e pessoais.

Ignorar os actos de um executivo que se integra – por mais meritórios ou justificados que se reconheçam – só porque são da autoria «dos outros», parece-me atitude reprovável e atentatória do desejo daqueles que escolheram quem deve ser intérprete dos seus anseios e vontades.

Pela minha parte, tentarei ser coerente nas minhas atitudes; poderei não ser capaz de interpretar sempre a vontade dos eleitores; mas estes, duma coisa poderão estar certos: procurarei sempre agir da forma que, na minha convicção, para eles será o melhor; da forma que, em meu entender, será aquela que eles esperam de mim.

Não ocupo um lugar na vereação para me vangloriar disso perante amigos e desconhecidos. Ocupo-o com o firme propósito de servir os meus concidadãos com todo o empenho e as minhas capacidades. Não o ocupo para me dar prazer ou para aceitar convites para festas e jantares. Mas responderei, sempre que os meus compromissos profissionais o permitam, aos actos que signifiquem progresso para a minha terra e para as minhas gentes.

E fá-lo-ei com gosto, com sentido de responsabilidade e, sobretudo, com coerência e dignidade.

Vem tudo isto a propósito de dois factos vividos na semana que agora finda.

Regulamentos específicos das zonas de estacionamento

 

Na reunião da última quarta-feira, foram à votação os regulamentos específicos das zonas de estacionamento de duração limitada de Loulé, Quarteira, Vale do Lobo e Vilamoura e dos parques de estacionamento municipais (centro urbano de Loulé, zona comercial da Quinta do Lago, praia da Quinta do Lago, Vale do Lobo 1 e 2, Vilamoura 1 e 2).

O assunto já tinha sido aprovado, por unanimidade, em reunião anterior e já foi publicado em Diário da República voltou agora, com alguns ajustamentos necessários ao ordenamento e mobilidade sustentável, «no sentido de proporcionar aos munícipes melhor qualidade de vida, condizente com as políticas de equilíbrio ambiental e gestão urbana do século XXI».

Faria algum nexo que, agora, mudasse o sentido de voto só porque qualquer cabeça que se julgasse melhor que a minha assim o quisesse?

 

 

 

Portagens na Via do Infante

 

 

Convidou-me a Plataforma de Luta Contra as Portagens na Via Infante para participar no fórum “Portagens no Algarve – Impacto Económico e Social”, que se realizou esta tarde, nas instalações do NERA, em Loulé.

 

É, com certeza, um assunto que interessa a todos os algarvios e, em particular, aos que têm algum tipo de responsabilidade, política ou social, independentemente das suas próprias convicções sobre o assunto.

Entre os convidados, onde figuravam simpatizantes de todos os quadrantes políticos, e onde estiveram empresários e autarcas algarvios, registei a participação e intervenção dos deputados eleitos pelo Algarve de todos os quadrantes políticos, à excepção dos deputados do Partido Socialista – os mesmos que, nos últimos anos, andaram a garantir aos algarvios que a Via do Infante nunca seria portajada.

O presidente da Câmara de Albufeira não deixou passar o facto em claro.

Eu também não. Por isso digo, tal como comecei este meu comentário de hoje: por muito que nos esforcemos para lhes entender as razões, os mecanismos da política permanecem impenetráveis e muitas vezes inexplicáveis.

E indesculpáveis.

Antes da Ordem do Dia da Reunião

Fui intérprete duma reclamação, a pedido duma quarteirense a residir na Alemanha e que é senhoria de uma fracção que se situa por cima de um ginásio que, segundo diz, produz níveis de ruído incomportáveis, que já motivaram a saída – com os consequentes prejuízos – da respectiva inquilina.

A vereadora Brígida Cavaco ficou responsável pela investigação e resolução do eventual problema.

- o – o – o – o – o - 

publicado por hortense morgado às 21:21
link do post | favorito

*quem sou eu

*Escreva-me

Este blog foi criado para si. Serei intérprete, junto da Câmara Municipal de Loulé, dos anseios, das sugestões ou das reclamações que os munícipes queiram enviar- me. Responderei tão depressa quanto me seja possível. hortense.morgado@sapo.pt

*pesquisar

 

*Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


*posts recentes

* LÍDER DA BANCADA SOCIALIS...

* REMANDO CONTRA A MARÉ

* SONHEI QUE PODERIA SER ÚT...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 11 A...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 28 D...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 14 M...

* DIA INTERNACIONAL DA MULH...

* Reunião de Câmara 29/Feve...

* R. CÂMARA 15/FEVEREIRO e ...

* Reunião de Câmara de 1 de...

* Reunião de Câmara de 18 d...

* Reunião de Câmara de 11/J...

* Ano Novo

* Onde começa e acaba o esp...

* DIA DE Nª. Sª. DA CONCEIÇ...

* Cartinha ao Menino Jesus

* UMAS «FÉRIAS» MERECIDAS

* Reunião de Câmara de 19 d...

* SEXTA À NOITE

* Lembram-se da História?

*tags

* mensagens

* noticias

* o meu diário

* reuniões de câmara

* todas as tags

*arquivos

* Outubro 2012

* Agosto 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Fevereiro 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Junho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

*links

*Visitas desde 09.11.2

web tracking

*estar atento

blogs SAPO
RSS