Sábado, 31 de Dezembro de 2011

Ano Novo

Quando a esperança se esvai…

Foi um ápice enquanto passaram os primeiros onze anos do século XXI. Tirando o facto natural de irmos ficando mais velhos, que fica a este povo a que pertencemos?

Uma sensação de vazio, uma certeza de que estamos a ficar, em cada dia, mais pobres; um descrédito nos sistemas de soberania que nos regem; um medo do futuro, que talvez, até hoje, nunca qualquer geração de portugueses sentiu.

Vim aqui para vos desejar umas boas entradas, mas parece-me que as palavras iriam soar a caco rachado.

Que entradas? Num ano em que a certeza de ainda sermos um estado soberano já estava esfumada; num ano em que só nos exigem impostos crescentes, perca de regalias materiais e sociais; num ano em que, a partir de amanhã iremos pagar tudo cada vez mais caro; num ano em que o espectro do desemprego, as mil carências, e talvez a fome ameaçam um cada vez maior número de cidadãos, aguarda-nos apenas o «dever» de pagar os desmandos, por um lado, dos jogos financeiros mundiais e, por outro, da incompetência e imbecilidade crescentes dos governantes que temos tido o azar de eleger.

Não posso desejar, sequer, que tenhamos esperança – porque essa, já lá vai; nem que tenhamos boa saúde, porque essa é cada vez mais longínqua e mais cara; nem que tenhamos dinheiro – porque o governo que hoje temos já deixou no ar a ameaça de nos tirar o pouco que ainda vamos recebendo ao fim do mês.

Que nos resta? – Resignação! E uma ténue esperança de que os nossos netos saibam escolher melhor os seus destinos e os seus líderes, para poderem ser felizes.

Para vós, meus amigos, só posso desejar que haja Paz e o conforto da amizade e do amor dos que são mais queridos.

 

Hortense Morgado

- o – o – o – o – o -

tags:
publicado por hortense morgado às 14:21
link do post | favorito

*quem sou eu

*Escreva-me

Este blog foi criado para si. Serei intérprete, junto da Câmara Municipal de Loulé, dos anseios, das sugestões ou das reclamações que os munícipes queiram enviar- me. Responderei tão depressa quanto me seja possível. hortense.morgado@sapo.pt

*pesquisar

 

*Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


*posts recentes

* LÍDER DA BANCADA SOCIALIS...

* REMANDO CONTRA A MARÉ

* SONHEI QUE PODERIA SER ÚT...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 11 A...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 28 D...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 14 M...

* DIA INTERNACIONAL DA MULH...

* Reunião de Câmara 29/Feve...

* R. CÂMARA 15/FEVEREIRO e ...

* Reunião de Câmara de 1 de...

* Reunião de Câmara de 18 d...

* Reunião de Câmara de 11/J...

* Ano Novo

* Onde começa e acaba o esp...

* DIA DE Nª. Sª. DA CONCEIÇ...

* Cartinha ao Menino Jesus

* UMAS «FÉRIAS» MERECIDAS

* Reunião de Câmara de 19 d...

* SEXTA À NOITE

* Lembram-se da História?

*tags

* mensagens

* noticias

* o meu diário

* reuniões de câmara

* todas as tags

*arquivos

* Outubro 2012

* Agosto 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Fevereiro 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Junho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

*links

*Visitas desde 09.11.2

web tracking

*estar atento

blogs SAPO
RSS