Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

RECORDAÇÕES

ERA UMA VEZ...

Às vezes, vejo descarregar a pescaria e recordo os tempos de menina, quando o meu pai andava no mar e quando o leilão de peixe era feito à vista de todos, no areal, rodeado pelo regatear das mulheres e pelas correrias dos garotos.

 
Eram tempos difíceis – diziam os meus pais – mas na minha memória permanecem aquelas imagens de uma harmonia perfeita entre o mar e a terra.
 
Lembro-me dos rostos enrugados e queimados dos homens do mar. Tão queimados, tão enrugados como o do meu pai quando me contava aquela história… Como era?... Já nem me lembro. Só me lembro do seu rosto tisnado, do tom da sua voz: Era uma vez…
 
Lembro-me desses rostos, das suas expressões apreensivas enquanto durava o leilão. E da cara de desânimo, quando o preço – quase sempre – ficava abaixo do que eles pensavam que o pescado valia e do que sabiam que o seu esforço merecia.
 
Na altura, confesso que preferia brincar na praia; fazia e refazia os desenhos que o mar, teimoso, desfazia.
 
A praia pertencia-me. Era como que um espaço aberto onde espraiava os meus desejos e os meus sonhos.
 
Lembro-me tão bem daqueles “parais”, na praia dos barcos - penso que é assim que se chamavam - como se de um corredor se tratasse, por onde os barcos escorregavam para a água.
 
Era dura a luta dos homens a defender o seu ganha-pão. Nem sempre conseguido. Condicionados ao tempo e às marés, sem a sofisticação das embarcações de agora, sem a força dos muitos cavalos que hoje animam os motores que lhes empurram os barcos, muitas vezes ficavam no areal, olhos vazios no horizonte de chumbo.

Fragmento do «Marulhando», que publiquei em Agosto/2008

Foto original do «Senhor António Retratista», cedida pelo seu filho 

publicado por hortense morgado às 17:20
link do post | favorito

*quem sou eu

*Escreva-me

Este blog foi criado para si. Serei intérprete, junto da Câmara Municipal de Loulé, dos anseios, das sugestões ou das reclamações que os munícipes queiram enviar- me. Responderei tão depressa quanto me seja possível. hortense.morgado@sapo.pt

*pesquisar

 

*Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


*posts recentes

* LÍDER DA BANCADA SOCIALIS...

* REMANDO CONTRA A MARÉ

* SONHEI QUE PODERIA SER ÚT...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 11 A...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 28 D...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 14 M...

* DIA INTERNACIONAL DA MULH...

* Reunião de Câmara 29/Feve...

* R. CÂMARA 15/FEVEREIRO e ...

* Reunião de Câmara de 1 de...

* Reunião de Câmara de 18 d...

* Reunião de Câmara de 11/J...

* Ano Novo

* Onde começa e acaba o esp...

* DIA DE Nª. Sª. DA CONCEIÇ...

* Cartinha ao Menino Jesus

* UMAS «FÉRIAS» MERECIDAS

* Reunião de Câmara de 19 d...

* SEXTA À NOITE

* Lembram-se da História?

*tags

* mensagens

* noticias

* o meu diário

* reuniões de câmara

* todas as tags

*arquivos

* Outubro 2012

* Agosto 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Fevereiro 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Junho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

*links

*Visitas desde 09.11.2

web tracking

*estar atento

blogs SAPO
RSS