Domingo, 6 de Fevereiro de 2011

Multi-média ou mini-média?

Depois da apresentação da proposta para a requalificação da Rua 25 de Abril, a Câmara Municipal procedeu à inauguração do espaço multimédia do que já se designa por Pólo de Quarteira da Biblioteca Municipal de Loulé.

Provavelmente, o espaço estará funcional mas isso só o futuro poderá demonstrar. A mim, pareceu-me acanhado e sem grandes potencialidades, apesar de estar dotado de excelente tecnologia.

Mas como o senhor presidente da autarquia anunciou o início de obras para breve no espaço que, dantes, era ocupado pela Junta de Freguesia de Quarteira, para aí ser instalada uma extensão da Biblioteca Municipal, poderá ser que, nessa altura, se ganhem novas dimensões e funcionalidades. Para já, este princípio de mediateca é bem melhor do que nada – que era de que dispunha Quarteira.

É tempo de uma cidade com quase 30 mil habitantes poder exibir, com orgulho, as valências de que já gozam muitas vilas espalhadas pelo país.

- o – o – o – o – o -

tags:
publicado por hortense morgado às 15:10
link do post | favorito
Sábado, 4 de Dezembro de 2010

O TEMPO TRAZ A VERDADE E A RAZÃO...

O Governo sempre teve interesse na implantação do Ikea

Estive ontem na assinatura do acordo estabelecido entre a Câmara Municipal e os responsáveis do Grupo Ikea em Portugal, que formaliza um contrato entre ambas as entidades para que os segundos realizem o PUCE – Plano de Urbanização Caliços Esteval.

Se, da parte do Presidente da Câmara, se escutaram os argumentos que sempre manteve – que o empreendimento será do maior interesse, capaz de gerar emprego directo e indirecto, e que a localização pretendida é a que melhor garante uma nova centralidade – já as «revelações» do Secretário de Estado, Dr. Fernando Serrasqueiro, foram demolidoras para os adversários tanto da localização como das circunstâncias em que o processo se gerou.

O senhor Secretário de Estado foi claro: o empreendimento é do maior interesse para o Governo e, desde o início, sabia que o Grupo Ikea «ameaçava» que se lhe fosse vedada a escolha do local, desistiria das suas intenções e iria instalar-se em Espanha.

O Secretário de Estado tinha acabado de conferenciar com ambas as partes que vinham mantendo um conflito de interesses e, na cerimónia pública, perante todos, voltou a garantir que ao Grupo Ikea nunca lhe interessou o terreno proposto pelo grupo que integra a Auchen, pelo que o «casamento» é impossível.

Aliás, o property manager to Spain and Portugal for Inter Ikea Centre Group, confirmaria em absoluto, as declarações de Fernando Serrasqueiro.

Em conversa com Kristina Johnansson, country manager do Ikea Portugal, escutei de sua boca que, desde sempre, o Grupo Ikea se desinteressou da parceria, quando os «parceiros» lhe pretendiam impor a localização nos seus terrenos da Campina.

 

Pensamento próprio vs caixa de ressonância

Depois de escutar Serrasqueiro, posso, portanto, confirmar o que era óbvio: para o Governo português (Governo da responsabilidade do Partido Socialista, note-se) a instalação do Ikea sempre foi bem aceite, acarinhada e, sobretudo, bem-vinda.

Era lógico. Sempre foi lógico para qualquer pessoa medianamente inteligen-te e com pensamento próprio.

Recordemo-nos que, pelo contrário, os responsáveis da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de Loulé assim não entendeu e usou o meu voto favorável à elaboração do plano de urbanização da área onde o grupo pretende instalar-se como um dos argumentos para me retirar a “sua” confiança.

Repare-se: votei favoravelmente – e apenas – a decisão de mandar elaborar um plano de urbanização.

 

Disciplina de voto

A questão da disciplina de voto foi, desde sempre, muito controversa. Pode-se mesmo questionar se essa submissão imposta pelos partidos políticos, não constitui uma violação primária da natureza do voto, que a Constituição Portuguesa considera como um direito pessoal.

É difícil aceitar que alguém possa ser coagido a votar contra a sua consciência, independentemente de qual o seu estatuto, quando é «sua» a titularidade do direito de voto.

É uma imposição que não é apenas imoral, mas, pior do que isso, é um absurdo.

As pessoas não podem esquecer que os partidos políticos são agremiações que concorrem para a formação do poder político, mas que não são a fonte dele. Pelo menos, é o que diz a nossa Constituição.

E, no entanto, parece que andam por aí muitas confusões - e, sendo «políticos com alvará» a confundi-lo, é imperdoável – sobre a origem da soberania e sobre quem tem o direito de exercê-la.

 

Disciplina de voto... contra os interesses da Nação

Disse há dias, António José Seguro, em entrevista, que “a disciplina de voto deve existir exclusivamente para as questões da governabilidade e para o contrato eleitoral”. Mesmo para além do que escrevi anteriormente, posso aceitar este postulado de Seguro.

Ora, no caso presente, mesmo sem que a questão da instalação de um empreendimento comercial se trate de uma questão, de “governabilidade” ou de “contrato eleitoral”, por motivos que não me interessa aqui descortinar ou discutir, entendia o responsável máximo da Comissão Política do Partido Socialista de Loulé, que a disciplina do «seu» voto deveria ser aceite e aplicada pelos Vereadores eleitos para a Câmara Municipal.

Não interessou à Comissão Política que o empreendimento Ikea terá “uma influência que vai para lá de Portugal”, como disse Fernando Serrasqueiro, ou no empenho, por parte do Governo, para que “este e outros investimentos possam ter êxito em Portugal”. Enfatizou o governante “o nosso interesse (do Governo) para que o investimento se faça em Portugal e possamos trazer para aqui os diferentes grupos, que valorizam a economia portuguesa, acrescentem valor e, sobretudo, numa fase em que isso é imprescindível, possam ter um impacto positivo nas nossas exportações. Estamos perante um bom exemplo pois este é um projecto que vai ter um impacto significativo na economia desta zona e de Portugal”.

Nada disso preocupou a Comissão Política e os seus responsáveis. Interessou-lhes apenas a «sua» vontade, os «seus» interesses, que passavam pela imposição da disciplina de voto.

Nada lhes interessou a salvaguarda do interesse público e nem lhes interessou que o plano de urbanização se destine a um enquadramento nas leis do Ordenamento do Território; interessou-lhes, sim, a «sua» vontade na disciplina de voto.

Resta saber que razões lógicas, inteligentes ou políticas levaram a que Vereadores e Deputados municipais fossem levados a votar contra a deliberação de se proceder à elaboração do Plano de Urbanização Caliços-Esteval.

Que – como demonstrou Serrasqueiro – o mesmo é dizer... CONTRA OS INTERESSES DO PRÓPRIO GOVERNO DA NAÇÃO. QUE, POR ACASO, ATÉ É DO PARTIDO SOCIALISTA.

 

Pela minha parte, continuarei a exercer com todas as minhas capacidades, mesmo que limitadas e mesmo que sem a confiança da Comissão Política do PS Loulé, continuarei a ter «pensamento próprio» e pugnarei, segundo a minha consciência, em prol do Concelho de Loulé e, sobretudo, das suas Gentes – que são as Minhas Gentes.

 - o – o – o – o – o -

publicado por hortense morgado às 16:52
link do post | favorito
Quarta-feira, 26 de Maio de 2010

Um dia promissor para Quarteira

Uma creche e uma escola na cidade

Se há dias em que nos sentimos felizes pela nossa terra, pela nossa gente, pelo nosso concelho, o passado dia 25 de Maio constituiu uma dessas datas.

Já de manhã fora inaugurado o Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes, em Almancil, quando, à tarde, em Quarteira, a Ministra da Educação presidiu à cerimónia de lançamento da primeira pedra da futura escola da Fonte Santa.

 

Esta escola, com as suas valências de jardim infantil, de ensino básico e de equipamento de cultura e lazer para a população local constituirá, com certeza, um importante e moderno equipamento, virado para o futuro, muito diferente das escolas tradicionais onde eu própria e as gerações anteriores desenvolveram as suas aprendizagens.

Foi, por isso, que me senti honrada - e o fiz com enorme prazer - quando me convidaram a juntar-me aos que iriam deitar duas colheres de cimento no marco que assinalará o arranque dos trabalhos.

 

 

Mas, para fechar com chave de ouro esse dia 25 de Maio, ainda haveria de assistir, nessa mesma tarde, à inauguração da creche Os Meninos do Aleixo, construída numa ampliação do edifício sede da Fundação António Aleixo.

Mercê de circunstâncias várias, entre as quais o fenómeno da imigração, Quarteira é uma das localidades portuguesas com um mais alto índice de natalidade.

A creche veio, assim, dar uma resposta importante a uma necessidade urgente da freguesia. Venha agora a das Pereiras – e lá estaremos a aplaudir também.

tags:
publicado por hortense morgado às 00:16
link do post | favorito
Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010

Reuniões de Câmara

Próximas reuniões do Executivo Municipal

Na reunião da Câmara Municipal de Loulé de hoje ficou deliberado que não se realizará a reunião ordinária de 17 de Fevereiro.
 
Assim, a próxima reunião do Executivo será a

 REUNIÃO PÚBLICA DA CÂMARA MUNICIPAL

que se realizará no auditório do

CENTRO AUTÁRQUICO DE QUARTEIRA

no dia 24 de Fevereiro

Não falte!

A SUA PARTICIPAÇÃO CÍVICA É IMPORTANTE !

tags:
publicado por hortense morgado às 22:30
link do post | favorito
Sábado, 2 de Janeiro de 2010

Cidadania e Instituições

Quando os serviços públicos e as Organizações Não Governamentais não estão para chatices…
 

Administração de Região Hidrográfica do Algarve

 
Em 16 de Dezembro enviei, um e-mail à Presidente da Administração de Região Hidrográfica do Algarve, I.P. dando conta das perigosas condições para a saúde pública e para a segurança das pessoas em que se encontra a Vala Real de Quarteira.
 
Essa comunicação teve origem na informação nesse dia prestada pelo senhor Presidente da Câmara de que a limpeza e manutenção dessa vala seria da responsabilidade da Administração de Região Hidrográfica do Algarve.
 
Até ao dia de hoje, naquele instituto público não houve ninguém com 30 segundos de disponibilidade para dar uma resposta.
 
É esta a forma como as instituições correspondem aos deveres de cidadania das pessoas?
 


Associação ambientalista Almargem

 
Porque estava anunciada a realização próxima de um projecto a desenvolver na zona húmida da foz da Ribeira do Almargem e por sugestão de um leitor atento que, em 8 Novembro, gostaria de ver discutido o abate de árvores no concelho, nessa data endere-çámos, telefonicamente, um convite à Associação Almargem para, conjuntamente, analisarmos essas situações.
 
Posteriormente, e depois da apresentação do Plano Norte-Nordeste de Quarteira, em 24 de Novembro de 2009, reforçámos o pedido, informando sobre os pontos que desejávamos analisar.
 
Atendidos os pedidos com toda a simpatia, nada mais conseguimos que essa simpatia de acolhimento. Respostas… nada.
 
Três insistências telefónicas sem, que, até agora tenhamos obtido qualquer resposta, são bem significativas: A participação cívica é uma expressão muito bonita. Para ser aplicada pelos outros.
 
 
tags:
publicado por hortense morgado às 15:18
link do post | favorito
Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Plano de Urbanização Quarteira NNE

 

 

Desde o dia 13 de Novembro e até 16 de Dezembro, está em fase de discussão pública, o Plano de Urbanização de Quarteira Norte-Nordeste.
 
Durante este período, toda a gente poderá consultar, na sede da Junta de Freguesia de Quarteira, nos Paços do Concelho e no site da Câmara Municipal, a proposta de Plano, o relatório de Avaliação Ambiental Estratégica e respectivos pareceres emitidos.
 
Isso significa que qualquer cidadão tem a possibilidade de apresentar reclamações e sugestões, observações e pedidos de esclarecimentos.
 
A fim de melhor esclarecer os quarteirenses e demais interessados, realizou-se uma apresentação pública no passado dia 24 de Novembro, no Centro Autárquico de Quarteira.  
Essa apresentação esteve a cargo de Cesário Moreira, que coordenou a equipa responsável pela autoria do projecto.
 
Este arquitecto fez uma apresentação, clara mas breve, do plano, que considerou capaz de se afirmar num novo centro urbano de primeira importância para a cidade.
 
Para o presidente da CML, o plano servirá para ordenar uma zona vital para o futuro imediato de Quarteira em termos de qualidade.
 
Muitas perguntas terão ficado na mente dos assistentes, muitos deles proprietários naquela zona, desconhecedores da terminologia mais técnica; mas terão agora oportunidade de dar a sua opinião e apresentar as suas reclamações ou mesmo dúvidas.
 
Tal como a vereadora Fátima Coelho, marquei presença como vereadora «da oposição» e segui atentamente as explicações que, apesar de úteis e interessantes, pouco adiantaram em relação a uma outra exposição sobre o plano, efectuada há alguns meses.
tags:
publicado por hortense morgado às 19:53
link do post | favorito
Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009

Derrubar estereótipos

Conselho Político das Mulheres Socialistas

 
Participei ontem, 5ª feira, dia 19, na reunião do Conselho Político do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas do Algarve.
 
Aldemira Pinho coordenou a reunião em que se  fez a análise da situação política actual, além de se tratar da programação das próximas actividades, na qual está prevista a realização de um debate/colóquio sobre violência doméstica, no próximo dia 28, às 15.00 horas, na Biblioteca da Câmara Municipal,em Olhão, se fez a análise da situação política actual. 

No colóquio participarão, além de representantes da Segurança Social, a secretária de Estado da Igualdade, Drª. Elza Pais, e o director executivo da APAV, Dr. João Lázaro.
 
 
 
 
É bom verificar como as mulheres socialistas presentes se procuram envolver num sector que ainda se não libertou de estereótipos – a política. É forçoso que nos empenhemos nesta luta que se não resolve com quotas. Apesar delas, as mulheres continuam a ser uma minoria quase caricata no poder executivo e legislativo.
 
Apesar de Abril, as mulheres têm estado quase sempre afastadas dos cargos mais elevados da hierarquia política: o Presidente da República foi sempre homem, o cargo de primeiro-ministro já foi ocupado por 10 homens mas apenas uma vez, por uma mulher, Maria de Lurdes Pintasilgo, em 1979, num Governo de iniciativa presidencial.
 
Mas o problema não está só nos partidos; está nas representações e nas convenções sociais. Uma mulher num cargo de chefia, é sempre mais notada pelo seu aspecto, pelas suas origens, pela forma como veste, como vive ou com quem vive, e raramente se valoriza o que ela é capaz de fazer. Os homens, ao contrário, «não precisam» ser perfeitos…
 
Por isso me congratulo quando vejo um grupo como o de ontem à noite, a «remar contra a maré».
tags:
publicado por hortense morgado às 05:00
link do post | favorito

*quem sou eu

*Escreva-me

Este blog foi criado para si. Serei intérprete, junto da Câmara Municipal de Loulé, dos anseios, das sugestões ou das reclamações que os munícipes queiram enviar- me. Responderei tão depressa quanto me seja possível. hortense.morgado@sapo.pt

*pesquisar

 

*Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


*posts recentes

* REMANDO CONTRA A MARÉ

* Onde começa e acaba o esp...

* DIA DE Nª. Sª. DA CONCEIÇ...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 27 s...

* REUNIÃO DE CÂMARA DE 10 A...

* O renascido Hospital de L...

* Campos de férias em Quart...

* As Marchas Populares de Q...

* A MINHA TERRA TEM MEMÓRIA

* UM EQUIPAMENTO DE QUALIDA...

* Multi-média ou mini-média...

* O TEMPO TRAZ A VERDADE E ...

* Um dia promissor para Qua...

* Reuniões de Câmara

* Cidadania e Instituições

* Plano de Urbanização Quar...

* Derrubar estereótipos

*tags

* mensagens

* noticias

* o meu diário

* reuniões de câmara

* todas as tags

*arquivos

* Outubro 2012

* Agosto 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Fevereiro 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Junho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

*links

*Visitas desde 09.11.2

web tracking

*estar atento

blogs SAPO
RSS